sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Link para a inscrição de ouvintes

Para se inscrever como ouvinte clique na aba "Inscrições" para ter as informações necessárias.

acesse a ficha de inscrição

VALOR DAS INSCRIÇÕES: (depósito em conta)
1. Comunicadores:

2 Ouvintes: 
2.1 pesquisadores: R$ 100,00
2.2 Estudantes graduação/pós : R$ 50,00 (de graduação ou pós - comprovar situação de estudante)
2.3 Profissionais da Educação básica: R$50,00
2.3 Estudantes da UFES: R$30,00 (subsídio da instituição)

Informamos o número da conta bancária para submissão das inscrições de comunicadores e ouvintes brasileiros:
Nome: IX CONG APCG Aparecido José Cirilo
CPF: 493.528.656-34
Banco: 104 Caixa Econômica Federal
Agencia: 662 (UFES)
Conta: 1794-0
Operação: 013 (poupança)
CPF: 493.528.656-34

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

RESULTADO FINAL

Clique na aba  "RESULTADO" e veja os trabalhos selecionados para apresentação oral e publicação nos anais do Poéticas, ES 2014.

Lembramos que a publicação fica condicionada à confirmação da inscrição mediante o pagamento da taxa, conforme instruções na aba "Inscrições"

AGUARDAMOS VOCÊS EM VITÓRIA!

Abertas as inscrições POÉTICAS, ES 2014


As inscrições estão abertas  em duas categorias:

1- para comunicações: lembrando que deve ser feita até 25/10 para confirmar publicação nos Anais)
2 - para ouvintes ( a partir de outubro de 2014)


VALOR DAS INSCRIÇÕES: (depósito em conta)
1. Comunicadores:
1.1 - pesquisadores: R$150,00
1.2 - alunos de Pós-graduação: R$100,00 (enviar comprovante de situação)
1.3 - demais alunos: R$80,00 (enviar comprovante de situação)

2 Ouvintes: 
2.1 pesquisadores: R$ 100,00
2.2 Estudantes graduação/pós : R$ 50,00 (de graduação ou pós - comprovar situação de estudante)
2.3 Profissionais da Educação básica: R$50,00
2.3 Estudantes da UFES: R$30,00 (subsídio da instituição)

Informamos o número da conta bancária para submissão das inscrições de comunicadores e ouvintes brasileiros:
Nome: IX CONG APCG Aparecido José Cirilo
CPF: 493.528.656-34
Banco: 104 Caixa Econômica Federal
Agencia: 662 (UFES)
Conta: 1794-0
Operação: 013 (poupança)
CPF: 493.528.656-34

sábado, 13 de setembro de 2014

Homologação dos recursos

Após a análise dos recursos, a Comissão Científica considerou aprovado, na primeira etapa, as seguintes proposta que se juntarão às anteriormente aprovadas:

GD4 - Silvia Guerra; Raquel Borges; Flávio Ferrari. O processo de criação do Audio Livro.
           Sirlene B. Góes; Silvia Anastácio; Sandra Correa. Manuscrito de Elisabeth Bishop: organização do acervo e análise genética do conto A trip do Vigia.

GD9 - Elton Pinheiro. Cildo Meireles, e sobre "objetividade", campo sonoro, desvio...


Comissão Científica

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

RESULTADO PRIMEIRA ETAPA - RESUMOS


Destacamos que alguns trabalhos foram deslocados para outros GD’s, em função da avaliação pela comissão . Portanto, sugerimos que verifiquem todas as listas na aba RESULTADO  ou  CLIQUE AQUI


Lembramos que este resultado é parcial, refere-se apenas à etapa de resumos. O artigo completo deverá ser enviado até o dia 05/10/2014 para avaliação final, exclusivamente para o e-mail poeticasppga@gmail.comClique aqui ou vá para a aba "SUBMISSÕES" para ver o formato do artigo final a ser enviado.

quarta-feira, 30 de julho de 2014

ATENÇÃO PARA AS DATAS DE SUBMISSÃO

Calendário:


Envio propostas (resumos expandidos) de comunicação :
até 31 de agosto de 2014 pelo  e- mail: poeticasppga@gmail.com

Resultado pré-selecionados: 10 de setembro de 2014 

Envio texto completo:
 até 05 de outubro 2014 
(somente para trabalhos selecionados) pelo e-mail: poeticasppga@gmail.com

Resultado final: a partir de 15 de Outubro de 2014
Inscrição comunicadores: até 25 de outubro/14 (para confirmação para publicação)

Realização do evento: de 03 a 06 de dezembro de 2014
Divulgação: julho a outubro de 2014


Inscrições ouvintes: a partir 30 de setembro de 2014 (até o limite de vagas) 



* lembramos que aos selecionados que a inscrição se efetiva com o pagamento e envio do comprovante da taxa de inscrição para poeticasppga@gmail.com.br

sexta-feira, 4 de julho de 2014

CHAMADA DE TRABALHOS, POETICAS 2014


CHAMADA DE TRABALHOS POÉTICAS, ES 2014
Seminário Ibero-americano sobre o Processo de Criação
Universidade Federal do Espírito Santo
de 03 a 06 de Dezembro de 2014 - Vitória, ES

Promoção: Programa de Pós-graduação em Artes da UFES
Organização: PPGA-UFES; Faculdade de Belas Artes de Lisboa; Programa de Pós-graduação em Artes da Universidade de Granada.

A partir desta edição de 2014, o Poéticas da Criação muda o seu formato, não trabalhando mais com um temário anual, mas sim com o formato de Grupos de Debate (GD) buscando criar um campo mais profícuo para a consolidação dos trocas e inquietações que os eventos acadêmico-científicos provocam no campo das artes, mas que pela rapidez com que se colocam não se consolidam na plena dimensão potencialmente evidenciadas nos encontros como ocorriam. 

Deste modo, criamos os GD’s como se fossem temáticas relativamente permanentes que permitirão ao longo das edições deste evento consolidar e afinar um debate ibero-americano sobre o processo de criação visto por prismas analisados ao longo de alguns anos. Esperamos que esse novo modelo do evento permita publicações mais especializadas sobre a dinâmica das artes no que se refere ao modos de pensar, agir e investigar o fenômeno da criação na contemporaneidade. Este novo formato visa o debate mais prolongado sobre os temas abordados.

Os grupos de debate se organizarão a partir de uma temática comum, a qual será retomada por mais de uma edição do evento, permitindo avaliar o desenvolvimento das pesquisas em médio prazo. Acreditamos que isto será muito profícuo para o amadurecimento e adensamento da pesquisa em artes no território de língua espanhola e portuguesa.
  1. Novas formas de virtualidade no âmbito artístico-cultural contemporâneovisa o debate sobre as novas tecnologias e suas mediações (sociais, culturais, políticas, tecnológicas, etc) e contaminações na arte contemporânea. Aborda também o aspecto do uso desta tecnologias pelos espaços expositivos e em ações educativas em países ibero-americanos.
  2. Arte e História na Contemporaneidade: implicações políticas: pretende discutir a relação entre arte e política através de uma investigação de questões relativas à noção de público implicadas em formas de alta reprodutibilidade técnica quando inseridas no campo discursivo da arte e sua repercussão no âmbito mais geral da cultura.
  3.  Práticas relacionais, interativas e colaborativas: aspectos da subjetividade na arte contemporânea: visa debater o fenômeno contemporâneo das ações estéticas que incluem em seus processos a percepção subjetiva do outro. Verificamos que há um campo instável nos modos de participação na arte contemporânea, assim buscaremos discutir e ampliar as reflexões sobre esses modos de participação, inclusão e envolvimento do outro no campo expandido que se configura na produção, circulação, recepção nas práticas artísticas que deslocam o conceito de autoria. Discutirá também, a partir deste tema, os processos e as competências da formação do artista nas instituições, bem como o seu acolhimento e potencialização enquanto proposições artísticas contemporâneas.
  4. Processo de criação e as Mídias Contemporâneas: um estudo do processo de criação e dos cadernos e rascunhos de processos criativos: A este simpósio interessa a discussão de projetos voltados para  investigação das dinâmicas do processo de criação nas diferentes linguagens expressivas da contemporaneidade, com ênfase naqueles que propõem ampliação dos conceitos de documentos de processo/manuscritos. Debateremos sobre como a “escritura” se configura no processo criador das imagens e da cultura. 
  5. E a Pintura? Pintura contemporânea em questão: O repto lançado a artistas e investigadores propõe um quadro amplo de indagações sobre a criação pictórica como terreno aparentemente específico na situação da arte contemporânea e pretende esboçar algumas possibilidades de aprofundamento e resposta. Cabem  reflexões sobre: a necessidade da pintura; as persistências da tradição, da história ou da abstração versus rupturas ou mutações; a expansão da citação e apropriação; questões de forma e espacialidade; a interação com o fotográfico, o digital, e a relação com a imagem; a condição transversal e híbrida ou a especificidade; a possibilidade como dispositivo transitivo; a dimensão performativa e a experiência da pintura; a importância e multiplicidade das narrativas (da história, da sociedade, da identidade, etc.). Mas, para além destas interrogações que atravessam o cenário atual,  e que podem resumir-se a “Por quê pintura, hoje?”, pretendemos ainda perguntar: Como pensar o possível mistério da pintura, agora? 
  6. Arte pública no contexto dos países iberoamericanos: reflexões sobre arte e cidade nas contemporaneidade: Visa o debate sobre a natureza arte pública no contexto das cidades ibero americanas. Objetiva possibilitar o debate interdisciplinar sobre o as relações da arte e da cidade, desde as questões tradicionais do monumento clássico, às práticas colaborativas de intervenção nas cidades, compreendidas no campo expandido da arte pública. Agrupa trabalhos e pesquisas que abordam a arte pública segundo interesses patrimoniais, históricos, iconográficos, artísticos, políticos, dentre outros. 
  7. História, Crítica e Curadoria: desafios da contemporaneidadeO tensionamento entre as experiências de apresentação de trabalhos de arte, sua localização institucional e seu tratamento através da mediação da crítica e da teoria são o foco desse simpósio. Considera-se este um debate premente e que ganha corpo com a expansão dos papéis do crítico, do curador e com os avanços da análise da história mais recente da arte. Do desenho de exposições alicerçado no valor histórico, contextual e individual dos trabalhos componentes até a imersão do crítico-curador nos processos de criação dos artistas, prioriza-se, para essa discussão, a evidenciação de ruídos, dúvidas e leituras desafiadoras. Como são percebidas as atividades dos diversos agentes envolvidos com o pensamento em torno de mostras de arte nos últimos anos? A produção compartilhada de exposições traz à baila questionamentos sobre a mescla e a dissolução dos domínios da curadoria, da crítica, da teoria, da história da arte e da própria pesquisa poética. A presente chamada visa, assim, permitir um debate amplo e profundo a respeito dos recentes caminhos e intersecções entre os três eixos que nos servem de título.
  8. Conservação e Restauração de Bens Culturais: objetiva reunir e discutir projetos que contribuam e ou apresentem propostas para o debate acadêmico sobre a documentação, preservação, conservação, restauração, catalogação e acessibilidade de coleções e acervos públicos  ou privados de arte. Buscará criar um cenário que permita dimensionar as políticas e ações voltadas para a manutenção da memória material e imaterial nos países de língua portuguesa e espanhola. 
  9. Questões visuais da arte sonora que contribuem para o surgimento de uma cena artística na arte contemporânea: O percurso híbrido da arte sonora tem incursões pelos campos da acústica, eletroacústica, eletrônica, performance... e seu desenvolvimento a revela como fenômeno artístico que sustenta uma plataforma de intercâmbio entre as artes (videoarte, cinema experimental, música eletroacústica, design gráfico..). Tais desdobramentos alcançam e interpenetram o trabalho em arte explorando as potencialidades sonoras de objetos de multiplas especifidades, e cada qual a seu modo constroem ambientes sonoro/visual que solicitam muitas vezes a participação interativa do espectador. Da arte sonora, mais ainda, ao atravessar uma diversidade de espaços, cabe interrogar quais questões evoca a partir de suas apropriações. E a partir delas reconhecer e investigar deslocamentos, virtualidades, inserções e seus efeitos na cena artística contemporânea.
Os grupos de debate se organizarão a partir de uma temática comum, a qual será debatido por mais de uma edição do evento, permitindo avaliar o desenvolvimento das pesquisas em médio prazo. Acreditamos que isto será muito profícuo para o amadurecimento e adensamento da pesquisa em artes no território de língua espanhola e portuguesa.